Aguarde um BETA segundo enquanto carregamos a página =)
Google
Batman: Arkham Origins
Participantes: João Rodrigues
Enviado em: 05 de Abril de 2014 às 16:08:50 - Atualizado em: 25 de Julho de 2014 às 04:41:45
Visualizar
946

SINOPSE

É véspera de Natal! O morcego está em seu segundo ano de combatente do crime e ainda não pode contar com a polícia e nem com seu futuro amigo James Gordon. Parte do Departamento de Gotham City o considera um fora-da-lei e outros são corruptos subornados pelo vilão Máscara Negra, que oferece uma recompensa de 50 milhões pela cabeça do herói e contrata oito assassinos: Exterminador, Vaga-Lume, Lady Shiva, Choque, Pistoleiro, Cascavel, Crocodilo e o temível Bane. Fora isso, o jogador ainda poderá enfrentar o Charada, Chapeleiro Louco e o Anarquia.

CRÍTICA

Batman: Arkham Origins é o terceiro jogo da série Arkham, mas ele serve como um prequel para os dois anteriores e não fecha a trilogia. Isso será um trabalho para Batman: Arkham Knight que sairá para os consoles da nova geração. A desenvolvedora responsável pelo título é a WB Montreal e não a Rocksteady Games (que cuidou de Arkham Asylum e Arkham City, e está trabalhando em Arkham Knights).

O jogo apresenta os mesmos comandos dos dois jogos anteriores. Elementos já conhecidos pelos jogadores estão lá como a visão de detetive e a opção de contra-ataque.

Porém, a Warner conseguiu aumentar bastante a dificuldade do game. Os chefes são até de boa. A coisa complica na hora de lutar contra uma horda de inimigos armados com metralhadoras, escudos, armaduras, veneno (o mesmo que fortalece Bane) e com facas.

Cada um tem um método distinto para ser derrotado. Por exemplo, para derrotar um sujeito com faca, desvie dos ataques e revide depois. Armas e acessórios como batarangues, bomba de fumaça e luvas de choques ajudam na investida.

 A trama também se arrasta bastante. Quando parece que vai terminar, uma reviravolta ou acontecimento chama a atenção de Batman. Talvez por isso, alguns inimigos como o Anarquia são opcionais. É necessário ver as missões secundárias para enfrentá-los.

Como dito acima, a história enrola demais. Mas o roteiro de Corey May, Ryan Galletta e Dooma Wendschuh trabalha bem a relação dos personagens. É nítida a arrogância do herói em querer resolver os problemas sem a ajuda de Gordon, que também se recusa a confiar nele. Bárbara Gordon (a futura Batgirl e posteriormente Oráculo) discute com o pai adotivo já que confia no vigilante e tenta abrir os olhos de James sobre a corrupção instalada no departamento de polícia.

A cereja do bolo fica com o sarcasmo de Alfred. O mordomo passa o jogo inteiro tentando convencer o 'mestre Bruce' a desistir de vestir o traje e viver uma vida normal. A mesma preocupação de 'pai' vista nos filmes da trilogia de Nolan.

Batman: Arkham Origins ocorre antes dos jogos e serve como uma boa despedida da série de jogos Arkham para a geração do PS3/Xbox 360. A Rocksteady volta com Batman: Arkham Knights para PS4, Xbox One e PC ainda este ano. O game fechará a consagrada trilogia de jogos do morcego.

 

DADOS:

Título: Batman Arkham Origins          

Desenvolvedora: Warner

Publicadora: Warner

Data de lançamento: 25 de outubro de 2013

Plataformas: PlayStation 3, X-box 360, Wii U e PC

AVALIAÇÃO:  

 

  • publicidade:
    anuncie aqui fw
/COMENTÁRIOS
Que tal receber todas as novidades do FASE BETA em seu email?
Preencha os campos abaixo e fique ligado na FASE BETA!
Email
Copyright ©2012-2017 Todos os direitos reservados - fasebeta.com.br
Proibida reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei.
Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários.